20/04/2018

Opinião | "Acordo com o Marquês" de Sarah MacLean

Título: Acordo com o Marquês
Autor: Sarah MacLean
ISBN: 9789898869913
Edição ou reimpressão: 04-2018
Editor: TopSeller
Idioma: Português
Dimensões: 150 x 230 x 21 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 384

Sinopse: Sophie Talbot é uma jovem nobre que sempre abominou a vida aristocrática. Quando encontra o cunhado a trair a irmã, humilha-o perante toda a sociedade, tornando-se alvo de chacota. A sua única hipótese é fugir, para recomeçar a vida longe daquele mundo que sempre odiou.
Ao fugir, o seu destino cruza-se com o do Marquês de Eversley, mais conhecido por Rei, um homem que tem fama de dissolver noivados e arruinar as damas da sociedade. Apesar de não se suportarem, decidem fazer um acordo. Rei arruinará a imagem de Sophie para que ela se torne inadequada para casar e, dessa forma, possa viver a vida com que sempre sonhou. Já Sophie fingirá ser noiva de Rei, para o ajudar a vingar-se do pai, com quem ele se desentendeu.
Iniciam assim uma viagem até ao castelo do pai de Rei. Só que na carruagem onde seguem há recantos apertados e tentações incontroláveis. E uma viagem que se anunciava aborrecida torna-se tudo menos isso.

OPINIÃO:
Sarah MacLean é aquela autora que tudo o que escreva eu quero ler e sei que vou adorar, esta escritora é maravilhosa e consegue desenvolver histórias que são exatamente aquilo que eu gosto num bom livro e este não foi exceção. Este é daqueles livros que leio de um dia para o outro, eu adoro romances históricos e principalmente estes dramas sociais de títulos e regras de etiqueta e novamente a autora foi mestre em desenvolver uma história cativante que prende do início ao fim, super divertida mas ao mesmo tempo com a quantidade certa de drama e romance que faz com que seja um livro maravilhoso.

Este é o primeiro volume de uma trilogia que promete ser fantástica. Neste livro Sophie Talbot é uma jovem que está farta de todas as regras da sociedade e o que mais deseja é voltar para o local onde cresceu. Quando humilha o cunhado em frente a toda a sociedade, esta vira-se contra ela e numa tentativa de fugir do local depara-se com o Marquês de Eversley, mais conhecido por Rei que tem fama de arruinar damas. Numa grande confusão, estes dois começam uma viagem que vai mudar por completo a vida dos dois.

O que eu mais adoro nesta autora é a forma como ela consegue conjugar o drama com diversão tão bem. Nesta história temos um drama familiar que envolve bastante os personagens, mas Sarah Maclean tem a capacidade de incluir cenas divertidas e amorosas que faz com que seja uma leitura leve mas ao mesmo mesmo interessante. Este livro não é apenas divertido, mas também oferece aos leitores um sentimento profundo de romance entre dois personagens que no início poderiam não terem nada a haver um com o outro, mas ao longo da história vamos ver uma grande atração. Desde a uma viagem louca, um tiro e roupa nada apropriada para a época, temos a receita ideal para um romance rápido e bastante excitante.

As personagens são maravilhosas, Sophie não gosta de Rei devido a tudo o que ele representa e só quer voltar à vida simples onde cresceu. É uma jovem com grandes princípios que está farta de hipocrisias e falsidades e por isso eu gostei imenso dela. A autora conseguiu desenvolver uma personagem que realmente percebia que a sociedade tinha problemas e que não deveria ser assim. Fora que o objetivo dela para o seu futuro é abrir uma livraria, como não amar esta personagem quando ela também gosta de livros?

Já o Rei é um homem que está a voltar para casa para ver o pai que não fala à imensos anos e o que ele menos quer é casar. Rei vê Sophie como uma impostora que quer é fazer-lhe uma emboscada para que ele seja obrigado a casar, afinal a irmã de Sophie tem essa fama. O Rei custou-me um pouco a gostar dele, mas ele tem um pequeno segredo que ao longo do livro vamos ter pequenos detalhes e eu percebi que ele tem um bom coração. Tem sim algumas "pedras" no coração e alguns dramas do passado por resolver, mas é uma boa pessoa que tem princípios e no final ele só quer é ser feliz.

O romance em sim é principalmente sobre duas pessoas a conhecerem-se, mas a autora foca bastante a história e a personalidade de cada personagem, o que faz com que seja um romance bastante forte. Cada personagem é tratado como igual e ao longo da livro ajudam-se mutuamente. Mas a verdade é que também não são perfeitos, custou-me um pouco entender o Rei e ele é arrogante e bastante convencido, mas isso é o que torna incrível, afinal ninguém é perfeito. Esta é uma viagem de descoberta para ambos os personagens, onde tudo vai ser posto em causa e vão perceber o que realmente querem.

Eu adoro os romances de Sarah MacLean e neste a autora arrasou. É um romance recheado de risadas, aventuras, dramas, um pouco de ação e um romance com uma enorme atração. Tem sim algumas mensagens que deixam o leitor a pensar e é por isso que eu gostei tanto. De leitura rápida e divertida é um excelente livro para começar para quem ainda não leu Sarah MacLean, afinal este é o primeiro livro de uma nova trilogia e eu estou super ansiosa pelo segundo. Quem gosta de romances históricos e de romances divertidos vai adorar Acordo com o Marquês.

Opinião dos outros livros da autora:

Leitura com o apoio:

17/04/2018

Opinião | "O Som das Coisas que Começam" de Evita Greco

Título: O Som das Coisas que Começam
Autor: Evita Greco
ISBN: 9789722361644
Edição ou reimpressão: 02-2018
Editor: Editorial Presença
Idioma: Português
Dimensões: 147 x 228 x 16 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 248

Sinopse: Ada aprendeu com a avó, Teresa, a não ter medo e a não perder a coragem: sempre que algo de belo parece desaparecer, ela deve apurar o ouvido e prestar atenção aos sons. Só assim será possível reconhecer os sons das coisas que começam. Alguns são simples e têm uma magia especial: uma orquestra no momento de afinar os instrumentos, o vento uivante na tempestade, o tilintar de chávenas de café todas as manhãs... Mas na vida nem sempre sabemos reconhecer as coisas belas - quando deixamos de acreditar em nós próprios, ou quando alguém parte. Para Ada, agora que Teresa está gravemente doente, o medo de ficar só é tão forte que a tolhe . Mas ela conhece Giulia, a enfermeira que a encoraja, e Matteo, o homem que a surpreende com o amor incondicional. Giulia e Matteo irão confirmar que o amor significa prestar atenção aos sons que ninguém, exceto cada um de nós, consegue ouvir. E Ada irá aprender que, mesmo quando as coisas estão a terminar, algures no mundo elas estão também a começar.

OPINIÃO:
Este é daqueles livros que sinceramente não esperava nada, a sinopse não mostra muito da história em si e quando o comecei não sabia o que iria ler e no final foi um romance que gostei. Neste livro conhecemos a Ada, uma jovem que vive com a avó e a sua vida tem uma grande reviravolta quando a avó fica gravemente doente e é internada no hospital.

Este é daqueles livros que dá para pensar muito, a Ada é uma jovem com uma personalidade bastante peculiar, ela é muito apegada à avó e devido a alguns traumas do passado ela é bastante ingénua. Por isso ela vai passar por algumas situações que vão alterar completamente a sua vida. O livro é bem pequeno por isso não vou adiantar muito da história, mas neste livro vemos um período da vida da Ada que tem que lidar com situações graves e que por vezes ela própria não vai querer que sejam verdade e por isso tenta não se importar em vez de agir. 

O que mais gostei neste livro foi a relação da Ada com a avó, eu própria sou muito apegada às minhas avós e chorei imenso com algumas situações. A avó passa por muito e achei que a autora soube escrever perfeitamente todas as partes mais tristes e fortes fazendo com que estas sejam as minhas favoritas. O que menos gostei foi a Ada ser demasiado ingénua, tão ingénua ao ponto de não perceber o que realmente está em frente aos seus olhos e esta parte achei que a autora diminuiu o poder da mulher. Todas as mulheres que aparecem neste livro são fracas e um pouco sem personalidade sendo elas muito apegadas a um homem, o que não gostei nada porque parece que a mulher tem que ser dependente de um homem que é totalmente errado.

O Som das Coisas que Começam tem um grande mensagem familiar que gostei imenso e também mostra que nem tudo é o que parece e é essencial errar para aprender. É um livro onde a ingenuidade está bastante presente, cheio de reflexões sobre a vida, os sentimentos, o amor e a amizade. Realmente é uma viagem a uma grande mudança da personagem principal, onde vemos que pequenos gestos alteram tudo numa pessoa. Um livro interessante recheado de mensagens muito importantes.

Leitura com o apoio:

10/04/2018

Opinião | "Sempre te Encontrarei" de Megan Maxwell

Título: Sempre te Encontrarei
Autor: Megan Maxwell
As Guerreiras Maxwell - Volume 3
ISBN: 9789897770067
Edição ou reimpressão: 02-2018
Editor: Editorial Planeta
Idioma: Português
Dimensões: 154 x 233 x 29 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 480

Sinopse: O laird Kieran O´Hara e os seus guerreiros são atacados por um bando de malfeitores enquanto pernoitam no bosque próximo do Castelo de Caerlaveroch, mas um misterioso grupo de encapuzados, chefiados por uma mulher a quem os aldeãos chamam a Fada salva-os.
Angela é a filha mais nova do laird Kubrat Ferguson. Todos pensam que é uma rapariga débil, com medo até dos cavalos. Quando Kieran a conhece, a atitude tímida da jovem, o constrangimento perante o seu cavalheirismo e galanteria chamam a sua atenção, sem saber que aquela jovem é a encapuzada que procura.
Juntos conseguirão desmascarar o ganancioso cunhado de Angela, Cedric Steward, que arquitectou um plano terrível que poderá mudar para sempre o futuro dos habitantes do Castelo de Caerlaveroch.
Uma história vibrante, com personagens fortes e dramáticas que nos farão sonhar com os Highlanders. Terceiro volume da série ambientada nos Highlanders desta popular autora de romance sensual.

OPINIÃO:
Sempre Te Encontrarei é o terceiro livro da série As Guerreiras Maxwell de Megan Maxwell e este foi o melhor dos três. Eu sou completamente fã de highlanders, amo histórias passadas na Escócia e por isso esta série tem tudo para ser fantástica, fora que tem mulheres verdadeiras guerreiras e que não se escondem atrás dos homens. Mas este terceiro livro a autora conseguiu melhorar todos os pontos negativos dos dois livros anteriores e ficou uma história bastante coesa, fora que todas as ações foram bem desenvolvidas e tinham um propósito de a autora as ter incluído na história.

Neste livro o Kieran O´Hara e os seus homens são atacados e são salvos por um grupo de encapuzados e por uma mulher misteriosa chamada de Fada. Kieran fica bastante curioso e mete na cabeça que tem que descobrir a verdadeira identidade da jovem. A Angela é uma jovem que aos olhos das pessoas é bastante tímida, que tem medo de tudo e que chora por tudo e por nada, mas realmente não é essa a verdade e poucos conhecem a verdadeira Angela. Quando estes dois se conhecem uma atração é bastante evidente, mas Kieran está fixado na Fada, mas quando Angela precisa da sua ajuda isso vai mudar.

Eu fiquei completamente apaixonada por estes personagens, eu adoro esta série e a autora conseguiu construir uma história que prende do início ao fim, mas principalmente com dois personagens bastante cativantes. A Angela esconde de todos, incluindo da sua própria família, a sua personalidade, aos olhos de todos ela é bastante frágil e tem medo de "tudo e de todos", mas a verdade não é bem essa a verdade. Angela é assim para proteger o seu reino juntamente com os seus amigos mais próximos e ela é sim uma grande guerreira e tem uma personalidade que considero até mais forte e interessante que das personagens femininas anteriores. Eu fiquei logo rendida a ela, amei a forma como foi desenvolvida a sua história e todos os motivos que levaram a Angela ser assim.

Já o Kieran, este é uma personagem que eu gostei imenso quando ele apareceu anteriormente e sinceramente esperava ansiosamente pela sua história, sem dúvida que é das personagens mais queridas desta série e neste livro vemos ele a evoluir bastante e a descobrir o amor. Mas também tenho que dizer que é bastante divertido ver todo o drama que o Kieran sentia, afinal ele desejava encontrar a Fada que o salvou, mas ao mesmo tempo estava cada vez mais próximo da Angela.

Como eu sou fã das highlands eu adorei todas as descrições do ambiente e paisagem e a autora conseguiu colocar apenas o essencial. Nos livros anteriores, por vezes a autora desenvolvia demais chegando mesmo a ser um pouco repetitiva, mas neste não acontece isso, o que torna o livro muito melhor, sendo uma leitura bastante fácil e cativante.

Tal como nos livros anteriores temos um romance recheado de mal entendidos que acredito é uma característica desta série, mas também temos bastante ação, relações familiares e um romance intenso que começa com muitos problemas mas que devido a grande atração evidente dos personagens faz com que seja uma história bastante interessante. Neste terceiro livro Megan Maxwell teve uma excelente trama, que desenvolveu da melhor forma, o que faz com que tudo o que esteja nele é importante e tem uma razão.

Para concluir, Sempre te Encontrarei é um livro divertido, romântico, recheado de cenas de ação passadas na Escócia, para quem gosta deste género acredito que vai-se apaixonar por este casal maravilhoso. O quarto livro é sobre o Zac, o irmão da Megan (personagem principal do primeiro livro) e neste terceiro conhecemos um bocadinho de quem vai ser o seu par romântico e eu estou louca para ler este livro, espero que a editora publique brevemente cá em Portugal porque eu preciso de ler a história do Zac o mais rápido possível!

Opinião dos livros anteriores:

Leitura com o apoio:

22/03/2018

Opinião | "A Verdade sobre Lorde Stoneville" de Sabrina Jeffries

Título: A Verdade sobre Lorde Stoneville
Autor: Sabrina Jeffries
ISBN: 9789898869692
Edição ou reimpressão: 02-2018
Editor: TopSeller
Idioma: Português
Dimensões: 151 x 228 x 24 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 352

Sinopse: Quando o passado esconde segredos terríveis, será possível encontrar a felicidade no futuro?
Lorde Stoneville tem tudo na vida.
Falta-lhe apenas uma coisa: casar.
Hester, avó de Oliver, ou Lorde Stoneville, está a perder a paciência com os seus cinco netos. Não têm qualquer disciplina e não são dignos de herdar a sua vasta fortuna. Por isso, institui um ultimato a todos eles: ou casam até ao final do ano, ou serão deserdados. Mas Oliver não quer casar, pois guarda um segredo terrível, que não pode partilhar com ninguém.
Maria Butterfield é uma americana em busca do seu noivo, que desapareceu.
Maria é herdeira de uma poderosa empresa fundada pelo pai e precisa de se casar para poder tomar posse do que lhe pertence. Farta de esperar, parte para Inglaterra para saber o que aconteceu ao seu prometido, que interrompeu a correspondência que mantinham.
Irão ambos encontrar aquilo que procuram? Ou descobrirão algo diferente?
Oliver e Maria encontram-se por mero acaso e chegam a um acordo. Ela, uma americana católica, fará o papel de noiva de Oliver, pelo que certamente a avó desistirá do seu desafio por considerá-la desapropriada para casar com o neto. Ele, por sua vez, usará os seus recursos para ajudar Maria a encontrar o noivo.
Será que esta farsa se transformará em realidade?
E irá o segredo de Oliver impedi-los de serem felizes?

OPINIÃO:
A Topseller apostou numa nova autora no género romance histórico e fiquei completamente rendida, não só pela sua escrita, mas pela família encantadora que Sabrina Jeffries desenvolveu. Assim que comecei esta história fiquei presa a esta família e não consegui parar de ler e por isso li de uma só vez porque não conseguia largar o livro até saber como iria terminar. A história é super divertida, com um romance bastante intenso e um drama interessante, estes são os "ingredientes" perfeitos para que seja um livro que prende do início ao fim com uma trama bem desenvolvida e cativante.

Neste romance conhecemos a família Stoneville que é composto por cinco jovens e uma avó que está farta que os netos sejam solteiros e faz-lhes um ultimato: os cinco têm um ano para casarem ou a avó deserda-os. Oliver é o mais velho dos irmãos e tem uma ideia para enganar a avó, o problema é que no meio conhece Maria Butterfield, uma jovem que veio da América para encontrar o seu noivo. Oliver percebe que ela é a candidata perfeita para enganar a avó e em troca de ela fingir ser sua noiva ele vai fazer de tudo para ajudá-la a encontrar o noivo.

É impossível não gostar desta história, o Oliver é um jovem inteligente que tem um grande coração, mas sente uma enorme culpa por algo que aconteceu no seu passado. Já a Maria é uma jovem americana, e aos olhos da sociedade inglesa não é muito bem vista. Por este motivo Oliver a escolhe para o ultimato da avô, e ela tem sim a atitude de uma americana, ela tem uma mente mais à frente das mulheres inglesas e essa atitude vai contrastar perfeitamente com o Oliver, levando momentos bem divertidos. A química entre estes dois personagens é algo que eu leio poucas vezes, eu li e conseguia perfeitamente sentir a atração e o apelo um do outro e mesmo sabendo que não deveriam, não conseguiam ficar longe.

Afinal de contas a Maria estava noiva e tenho que dizer que a autora foi espetacular na criação deste enredo, por vezes eu acreditava numa coisa, depois já só queria outra para que o casal pudesse ficar junto. Mas a verdade é que a autora conseguiu confundir-me a cabeça e desejar mil coisas diferentes ao mesmo tempo. No final, a autora retratou perfeitamente bem a história do noivo da Maria, nesta época era completamente normal isto acontecer e foi bom ter colocado estes temas.

Algo que surpreendeu-me imenso e não estava à espera de gostar tanto logo no primeiro livro, é dos irmãos do Oliver. Neste livro conhecemos imenso deles e são tão diferentes e divertidos que cada um é melhor que o outro. As próprias irmãs não são aquelas donzelas típicas desta época da Inglaterra, pelo contrário, elas são super diferentonas e "donas de si", por isso o ultimato da avô e eu adorei cada irmão. Já á muito tempo que não sentia uma empatia tão grande por uma família literária e esta é sensacional, quando eles estão juntos é só diversão e acontece com cada atrapalhada que fartei-me de rir. Já o irmão da Maria, ele é diferente, é fofinho e achei fofo o final dele, é uma personagem que também levou a momentos bastante cómicos e que chegamos a simpatizar por ele.

Eu também adorei o mistério por detrás do passado do Oliver e acredito que nos próximos livros teremos mais informações, porque na verdade acredito que ainda à muito para contar e muitos segredos por revelar. Mas o pouco que a autora colocou neste primeiro livro, mostra que não é algo tão simples assim e realmente torna a história destes irmãos mais interessante, é sim bastante triste, mas é algo que prende o leitor e principalmente é um dos motivos pelo qual quero dar continuidade a esta série.

A escrita de Sabrina Jeffries é bastante envolvente, a autora sabe o que faz e isso nota-se no desenvolvimento da trama, mas é bastante simples e rápida de ler o que torna a leitura bastante agradável. Eu adoro este género de livros, o romance é maravilhoso, a família é bastante divertida, temos um pequeno drama que é  e tem um lado sensual que eu amo neste tipo de romances. Fiquei completamente apaixonada por esta série e não vejo a hora da editora publicar o segundo para ler a história de mais um destes irmãos super divertidos.

Leitura com o apoio: